Pular para o conteúdo principal

DNPI Uruguay now aligned with CP5

The National Directorate of Industrial Property under the Ministry of Industry, Energy and Mining of Uruguay (DNPI) has published a practice paper today on the impact of non-distinctive/weak components of trade marks in the examination of llikelihood of confusion (relative grounds for refusal).

Share this post

IP Key América Latina e INDECOPI presentaron el primer estudio de impacto económico en Perú

IP Key América Latina, la Delegación de la Unión Europea en Perú y el Instituto Nacional de Defensa de la Competencia y de la Protección de la Propiedad Intelectual (INDECOPI) presentaron del primer estudio de impacto económico de la propiedad industrial en América Latina. Este estudio se enfoca en la economía peruana y es el resultado de una extensa y detallada tarea que se alargó varios meses, encabezada por los economistas Ítalo Muñoz y Víctor Revilla.

Share this post

IP Key LA apresenta o quarto Simpósio de Juízes na Semana da Observância

Pelo quarto ano consecutivo, IP Key América Latina continua oferecendo workshops de capacitação para juízes para aprimorar seu conhecimento dos desafios à jurisprudência e à prática jurídica relacionadas à infração de PI. Esses workshops de treinamento em um contexto de cooperação internacional fortalecem a aplicação efetiva dos direitos de PI na região.

Share this post

IP & SMEs: Taking your ideas to the market

One more year comes, and it is already 26 April, also known as the Intellectual Property day, as established by the World Intellectual Property Organisation (WIPO) two decades ago. This year, under the motto “IP & SMEs: Taking your ideas to market”, WIPO asked all involved parties to shine a light on the critical role of small and medium-sized enterprises (SMEs) in the economy and how they can use intellectual property (IP) rights to build stronger, more competitive and resilient businesses.

Share this post

Indicações geográficas para países andinos

IP Key América Latina, com a participação de importantes instituições e representantes de diversas indicações geográficas (IGs) da Europa e América Latina, realizou um webinar onde foram trocadas as melhores práticas de proteção e promoção de IGs de sucesso.

Share this post

Indicações geográficas para países andinos

Indicações geográficas, denominações de origem e designações tradicionais referem-se a produtos com qualidades ou características específicas originárias do ambiente geográfico em que são produzidos.

A justificativa econômica por trás das indicações geográficas (IG) é que seu valor depende da especificidade do produto, construído no vínculo com o território geográfico e dependente de fatores plurais que compõem as características finais e únicas do produto, o que facilita a identificação e diferenciação aos consumidores.

Share this post